12 de julho de 2018 às 09:29

Atriz pornô Stormy Daniels é presa em Ohio e advogado fala em 'cilada'

A atriz pornô Stormy Daniels foi presa em um clube de strip-tease em Ohio, acusada de deixar que clientes do local a tocassem, o que é proibido por uma lei estadual.

A atriz pornô Stormy Daniels foi presa em um clube de strip-tease em Ohio, acusada de deixar que clientes do local a tocassem, o que é proibido por uma lei estadual.

Segundo o advogado da atriz, Michael Avenatti, ela estava se apresentando na noite de quarta-feira (11) no clube Sirens, em Columbus, quando clientes a tocaram de uma forma "não sexual". 

Uma lei de Ohio proíbe qualquer pessoa que não seja um parente de tocar em dançarinos que se apresentam nus ou seminus.

Daniels, cujo nome verdadeiro é Stephanie Clifford, deixou a cadeia após pagar fiança na manhã desta quinta-feira (12). Ela deve se declarar inocente das acusações.

"Foi uma completa armadilha", disse o advogado Avenatti. "É absurdo que recursos policiais estejam sendo usados para conduzir uma operação-cilada relacionada a clientes tocando uma dançarina de forma não sexual em um clube de strip-tease."

A polícia de Columbus e o clibe Sirens não se pronunciaram.

Daniels ficou conhecida após afirmar que fez sexo com o presidente Donald Trump em 2006, quando ele já era casado com Melania Trump, o que o republicano nega.

A atriz diz ter recebido US$ 130 mil (cerca de R$ 500 mil) do advogado de Trump, Michael Cohen, semanas antes da eleição de 2016 para que não revelasse o caso, o que Cohen já confirmou.

Daniels está processando Trump e Cohen por difamação e pedindo que um acordo de confidencialidade que assinou seja invalidado. Ela vem se apresentando em clubes pelos EUA desde o final do ano passado.

Fonte: FOLHA

comentários

Estúdio Ao Vivo